CONSELHO PORTUGUÊS de IGREJAS CRISTÃS

Juntos a anunciar o amor de Deus desde 1971

Igrejas Europeias apelam à vacinação contra o COVID-19
Demonstramos o amor de Cristo tendo responsabilidade e cuidado por todos
 
Apelando à responsabilidade e à proteção perante a atual vaga pandémica do COVID-19, e encorajando à vacinação juntamente com as necessárias medidas de saúde e de prevenção, o Reverendo Christian Krieger, presidente da Conferência das Igrejas Europeias (CEC) e o Cardeal Jean-Claude Hollerich, presidente da Comissão da Conferência dos Bispos da União Europeia (COMECE) emitiram o seguinte comunicado conjunto:
No tempo do Advento, manifestamos o amor de Cristo demonstrando responsabilidade e cuidado por todos. À medida que a pandemia do COVID-19 avança para o seu segundo ano, as Igrejas Europeias encorajam todos a observar as necessárias medidas sanitárias e a serem vacinados.
De acordo com os relatórios, as infeções por COVID-19 estão ainda em crescendo na Europa, enquanto os doutores e paramédicos estão exaustos e os hospitais enfrentam o risco de iminente colapso.
Diferentes níveis de vacinação na Europa oferecem indicações claras das razões para esta dramática situação. Em diversos Estados membros da União Europeia, a toma da vacinação completa, infelizmente, permanece ainda abaixo do necessário para conter a propagação do vírus, apesar das vacinas estarem disponíveis.
Escutando os peritos em ciência e em medicina, acreditamos que a vacinação é atualmente a forma mais eficaz para conter a pandemia e salvar vidas humanas. A vacinação oferece proteção não apenas para nós, mas também para os nossos irmãos e irmãs, particularmente os mais frágeis entre nós. É deste modo um ato de amor e de cuidado e também de responsabilidade civil e de justiça social.
Reconhecemos que a decisão a ser vacinado pode não ser fácil e as razões para a hesitação podem ser ponderadas. Alguns poderão não estar aptos a receber a vacinação dado o seu contexto clínico. Outros podem ter receio ou duvidar dos seus efeitos. Encorajamo-los a clarificar os seus receios e a tomarem uma decisão fundamentada depois de ouvirem o conselho dos profissionais das competentes autoridades e peritos.
Lamentavelmente, testemunhamos também ao propagar da falsa informação e infundadas queixas nas nossas sociedades relativamente à vacinação, causadas pelo medo e polarização num tempo em que as nossas sociedades necessitam de coesão, unidade e solidariedade.
Apelamos fortemente a todos os que tem responsabilidades na sociedade, incluindo políticos e jornalistas, como também às nossas Igrejas, para conterem qualquer tentativa de desinformação.
Apelamos a todos os atores da sociedade a promoverem a consciência dos cidadãos e encorajá-los a tomarem ações responsáveis para se protegerem a si e aos outros, particularmente àqueles que não podem ser vacinados por razões de saúde ou outras.
Enquanto nos preparamos para celebrar o Natal, relembremos: «Ouço uma voz gritar : Preparem no deserto o caminho do Senhor, na estepe, abram uma calçada para o nosso Deus» (Isaías 40,3). Deus enviou o seu Filho à terra para expressar o seu Amor e cuidado por nós. Estas Boas Novas permanecem muito relevantes nos tempos de hoje. Demos um testemunho vivo destas Boas Novas, demonstremos responsabilidade e cuidado.
 
Traduzido pelo COPIC  do Press-Release nº 19/21 – 14 dezembro 2021 – Bruxelas - CEC

Newsletter

Subscreva-se e receba informações do COPIC


Joomla Extensions powered by Joobi

 

 

Conselho Português de Igrejas Cristãs - Copyright © 2020. All Rights Reserved.